Nasci velha
E chorei
Pela partida pro mundo

Expulsão do paraíso:
A barriga quente da mãe
Me cuspiu na vida

As tias em desalinho
Sorriam sem jeito
Para a última das herdeiras
Da dor de existir

Do medo de viver
Nunca me recuperei:
Sou planta carnívora
À beira do deserto